Grupo Cornélio Brennand

Tradicional família de empreendedores de Pernambuco, os irmãos Brennand já exibiam sua poderosa veia empreendedora em 1917, ano da fundação do primeiro negócio da família, o R.L. de Almeida Brennand & Irmão – Cerâmica São João. O fundador, Ricardo Lacerda Brennand, sempre pautou suas ações pelo que veio a chamar de princípios/leis dos Brennand: buscar negócios que precisem de tecnologia sofi sticada, porque essa é a ferramenta imbatível para vencer a concorrência. Você ganha quando domina a melhor tecnologia. Desde muito cedo, portanto, o Grupo procurou focar nos melhores produtos e matérias-primas, tomando como benchmark as telhas desenvolvidas na França e Inglaterra – tanto que as telhas que fabricaram ficaram conhecidas como “telhas francesas”. Mais tarde, em 1947, buscando inovar, Ricardo introduz novas tecnologias e produtos, potencializando negócios em outros mercados, com a Porcelana São João/ Porcelana Brennand.

Ao longo do século passado, os negócios originais deram lugar a novas divisões e novos empreendimentos que foram se sucedendo, em ciclos marcados pela coragem e pela busca da melhoria contínua que são clássicas dos inovadores. O Grupo Cornélio Brennand abriu de usinas de açúcar a empresas de geração de energia, passando por empreendimentos imobiliários, indústria de cimento e de vidros planos, entre outros. A defi nição atual no grupo para inovação é: fazer melhor e criar o novo. Uma frase aparentemente simples, mas de denso conteúdo. Fazer melhor e criar o novo refere-se às duas dimensões centrais e distintas, como evidenciamos, da inovação: a melhoria contínua naquilo que fazemos hoje e o pensar a inovação radical, o novo, fazendo avançar os negócios de uma empresa.

Pensemos na primeira metade da frase, “fazer melhor”. O verbo “fazer” é muito facilmente conectável ao dia a dia, e “fazer melhor” signifi ca procurar realizar processos e tarefas mais rapidamente, com mais qualidade e menor custo. A Vivix, empresa de vidros planos do grupo, com fábrica localizada em Goiana, no estado de Pernambuco, é a mais moderna da América Latina. Seus processos de produção, a tecnologia empregada, as múltiplas soluções no campo da logística, das embalagens para o transporte dos vidros, entre outras soluções criadas pelos próprios profi ssionais do grupo, estão na vanguarda e refl etem-se em altíssima qualidade e produtividade.

Atualmente, mais de um século após a fundação, o DNA da inovação continua presente e ainda se aplica a outros negócios do grupo, como a construção do primeiro hotel da luxuosa cadeia internacional Four Seasons em São Paulo, uma das mais recentes realizações. Ou ainda na forma de gerenciar a equipe de cerca de 750 profissionais, inovações de gestão, portanto, onde estão impressos traços da melhoria contínua.

A outra metade da frase, que tem duas palavras, “criar o novo”, revela a energia do inovador e a vontade de atingir inovação radical que quebre paradigmas e coloque o grupo em posição de destaque não só no campo do reconhecimento da inovação, mas também de seus resultados. Essas quatro palavras, “fazer melhor, criar o novo”, não são componentes antagônicas, como às vezes estudiosos de inovação tentam indicar; ao contrário, muitas vezes, melhorando o desempenho de produtos e processos que já existem conseguimos identifi car oportunidades para os saltos qualitativos no campo da inovação radical.

O Grupo Cornélio Brennand vem promovendo um amplo programa de fortalecimento de sua capacidade de inovar envolvendo 100% de seus funcionários em uma mudança cultural de alta velocidade, implantando uma plataforma eletrônica para capturar e promover a inovação, capacitando suas lideranças e ajustando sua estrutura organizacional e de governança para refl etir os elementos que compõem uma boa gestão da inovação. Incluiu a inovação entre os valores centrais corporativos que vêm pautando o trabalho ao longo de sua existência centenária, ao lado de outros, como excelência, dinamismo e integridade. Instituiu um Comitê de Cultura e Comunicação de modo a assegurar que esses valores, e as atitudes a eles correspondentes, estejam vivos e fl uam por toda a organização. Durante visita nossa a uma das empresas de energia do grupo, os profi ssionais da equipe nos apresentaram orgulhosamente uma de suas melhorias impactantes, criadas no dia a dia em consonância com o espírito de fazer melhor sempre: um “poste dobrável”. Isso mesmo, um poste serrado no meio e com dobradiça, que possibilita enorme economia de tempo e de dinheiro nos casos em que é necessário substituir algum equipamento danifi cado no alto dele. Nada de caminhão munck, espera e custos. Inovação genuína, marota, e na veia!

Ficou claro para nós que a melhoria contínua faz parte da rotina da liderança e dos profi ssionais em cada negócio do grupo. Uma busca incessante de desempenho crescente nas usinas geradoras de energia, as PCHs (pequenas centrais hidrelétricas), na fábrica de vidros planos e na gestão dos empreendimentos imobiliários, três principais áreas de atividade nas quais a atuação do grupo se concentra hoje.


CASES RELACIONADOS

Corpflex
Corpflex

A probabilidade de uma organização ser consistentemente inovadora sem ter uma estratégia de inovação definida é a mesma de alguém

Saiba mais >
Inovabra
Inovabra

Fortalecer a cultura de inovação tem sido uma das importantes frentes de trabalho do Bradesco.

Saiba mais >
Embraer

Em julho do 2018, pelo terceiro ano consecutivo, a Embraer conquistou a liderança do ranking das 150 empresas mais inovadoras do

Saiba mais >
Embraer
Gomes da Costa

Em tempos de chefs-celebridades que vão à TV falar da importância de consumir alimentos frescos

Saiba mais >
Gomes da Costa

Faça parte desta tribo.

Ao deixar sua informação, receba o boletim Pieracciani.