Alguns recursos desse site utilizam cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar a navegar nesse site, você concorda em utilizá-los?

Área de Conhecimento

Resultados de estudos, pesquisas e nossa produção intelectual ao seu alcance.

Aqui você encontra parte de nossos conteúdos.
Veja todo conteúdo

Processo de Desenvolvimento de Produtos em Empresas de Alta Tecnologia em Ambientes de Inovação

Por Carlos Augusto França Vargas O acirramento na competição propiciou o surgimento de novos setores empresariais intensivos em tecnologia, como, por […]

Processo de Desenvolvimento de Produtos em Empresas de Alta Tecnologia em Ambientes de Inovação

Por Carlos Augusto França Vargas

O acirramento na competição propiciou o surgimento de novos setores empresariais intensivos em tecnologia, como, por exemplo, a biotecnologia, nanotecnologia, microeletrônica, robótica, entre outros. Esses setores podem ser caracterizados como aqueles que usam tecnologias avançadas, operando processos, produtos ou serviços cuja tecnologia é considerada nova ou inovadora. Tais setores têm demonstrado uma crescente relevância na economia mundial, com destaque para as novas empresas de base tecnológica (EBTs). A principal característica dessas empresas é o alto grau de conhecimento técnico embutido nos seus produtos e serviços.

Para as EBT’s lançarem produtos com bons resultados no mercado, elas necessitam desenvolver um competitivo processo de desenvolvimento de produtos (PDP). Esse processo inicia-se no momento da identificação da oportunidade e encerra-se na comercialização e na assistência técnica do produto, conforme ilustra a Figura 1. O PDP é uma atividade complexa e essencial para a empresa sobreviver e competir no mercado, sendo um processo inerente a todas as empresas que desenvolvem produtos. O desenvolvimento de produtos deve levar em conta as capacidades tecnológicas e humanas da empresa frente as necessidades e oportunidades no mercado, para assim, chegar ao desenvolvimento e comercialização do produto.

Para compreender como acontece o PDP em empresas de alta tecnologia foi feito uma pesquisa com três empresas que operam em parques tecnológicos brasileiros. Nestas empresas foram estudados três PDPs, que resultaram nos seguintes produtos: monitor multiparamétrico, ondaleta e sistema de microfiltração. Apesar das três empresas operarem em setores distintos é possível depreender algumas considerações importantes sobre o desenvolvimento de produtos delas.

Primeiramente, em termos dos recursos financeiros aplicados no PDP, todas as empresas necessitaram de recursos de terceiros para o desenvolvimento das atividades de P&D. As agências de fomento (CAPES, CNPq e Fapesp) à inovação foram os atores mais destacados neste sentido, tendo uma contribuição decisiva para as empresas poderem contratar mão de obra qualificada para o investimento em P&D. Outra constatação importante foi que a maior parte do desenvolvimento do produto foi feita pela equipe das empresas, utilizando infraestrutura própria, mas também com contribuições de pelo menos um ator vinculado ao parque tecnológico. As EBTs tendem inicialmente a utilizar a estrutura laboratorial própria, e nas etapas de testes e validações buscam maior apoio de equipes de laboratórios universitários, centros de pesquisa e mesmo de futuros clientes, que serão responsáveis pela fabricação dos produtos desenvolvidos.

Por fim, verificou-se que em todos os casos estudados não houve um planejamento formal das atividades de PDP e de seus respectivos projetos. Essa situação não é exclusiva das empresas estudadas, mas sim, de um modo geral, das pequenas e médias empresas brasileiras na qual observa-se poucas técnicas de gestão no desenvolvimento de produto. A falta de um ferramental gerencial tende a elevar os custos do PDP, aumentar as ineficiências das empresas e causar uma perda de competitividade das mesmas. Portanto, mesmo empresas de pequeno e médio porte é de alta relevância a utilização de técnicas como gestão de projetos para o PDP de produtos de alta tecnologia.

Referências

Rozenfeld, H., Forcellini, F. A., & Amaral, D. C. (2006). Gestão de desenvolvimento de produtos: uma referência para a melhoria do processo. Editora Saraiva.

Vargas, Carlos Augusto França. Processo de desenvolvimento de produtos em empresas instaladas em parques tecnológicos: estudo de múltiplos casos sobre as contribuições dos atores envolvidos. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo

São Paulo ganha centro de inovação para mercado jurídico

A Thomson Reuters, provedora mundial de soluções em tecnologia, se juntou a Future Law, uma iniciativa dos advogados Christiano Xavier, Alexandre [...]

Número recorde de empresas usa Lei do Bem, de subsídio à inovação

A procura por incentivos fiscais com base na Lei do Bem bateu recorde em 2017, segundo os dados anuais que [...]

A indústria 4.0 e as grandes transformações na cadeia de valor

A velocidade das mudanças é intensa. Cada vez mais o cliente paga pelo que você é, o que você representa, [...]

Mais fomento para inovação: US$1,5 bilhão do BID para FINEP executar

Governo Federal e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assinaram ontem (01/08), a primeira operação de US$ 703,6 milhões para [...]

“Overcrowded - Designing Meaningful Products in a World Awash with Ideas”

Por Ronald Dauscha Em seu reflexivo livro “Design-Driven Innovation – Mudando as Regras da Competição”, Roberto Verganti nos confronta com [...]

Governo dribla crise e oficializa o Rota 2030

Por Francisco Tripodi e Marcelo Cunha Chega ao fim um longo período de angústia das empresas da cadeia automotiva após [...]

49 das empresas mais inovadoras do Brasil são clientes da Pieracciani

Uma relação construída ao longo do tempo com confiança, competência e geração de valor. A Pieracciani parabeniza e agradece pela [...]

BNDES Lança Programa para o Desenvolvimento de Startups

Alinhando-se a outras instituições privadas e públicas o BNDES acaba de lançar, no início de julho, o seu próprio Programa [...]

MDIC publica Portaria que dispõe sobre os procedimentos de fiscalização do INOVAR-AUTO e estende prazo de entrega da auditoria do Programa

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) publicou na última terça-feira (03 de julho) a Portaria nº 1.123-SEI, [...]

A Bahia, pronta para Inovar.

Por Paulo Pietrobon* Você já conheceu alguém que percebeu que estava errado, mas por razões culturais, para não sair da [...]

É sancionada lei que prevê incentivos a empresas de tecnologia que investem em startups com base em projetos P&D

Pela primeira vez se tem uma lei sancionada que prevê incentivos a empresas de tecnologias da informação e serviços, de [...]

Os países mais inovadores do mundo, segundo o ranking Bloomberg 2018

A Coréia do Sul e a Suécia se mantêm como os países mais inovadores do mundo, de acordo com o [...]

contato

fale conosco

Entre em contato com a gente pelo formulário abaixo:
Assunto:
Comentário:

Trabalhe conosco

Envie seu currículo para Pieracciani:
Área:
Comentário:
55 11 5506 2953

Rua Geraldo Flausino Gomes, 78cj. 151
Brooklin NovoSão PauloSP04575-060

Cadastre-se

Receba novidades e notícias da Pieracciani