Alguns recursos desse site utilizam cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar a navegar nesse site, você concorda em utilizá-los?

Área de Conhecimento

Resultados de estudos, pesquisas e nossa produção intelectual ao seu alcance.

Aqui você encontra parte de nossos conteúdos.
Veja todo conteúdo

Governo dribla crise e oficializa o Rota 2030

Por Francisco Tripodi e Marcelo Cunha Chega ao fim um longo período de angústia das empresas da cadeia automotiva após […]

Governo dribla crise e oficializa o Rota 2030

Por Francisco Tripodi e Marcelo Cunha

Chega ao fim um longo período de angústia das empresas da cadeia automotiva após a publicação da Medida Provisória nº 843/ 2018, em 5 de julho. O Rota 2030 nasce para promover estabilidade e previsibilidade ao setor, com mudanças significativas na sistemática de geração de incentivos fiscais, alteração de tributos contemplados e garantia de benefícios para montadoras e autopeças pelos próximos 15 anos.

As renúncias fiscais de Imposto de Renda Pessoa Jurídica, Contribuição Social sobre Lucro Líquido e Imposto sobre Produtos Industrializados figuram como as “cenouras” que impulsionarão as empresas a aumentarem os seus esforços e investimentos orientados para pesquisa, desenvolvimento e inovação, meios pelos quais as montadoras cumprirão as metas impostas pelo Rota 2030.

Linhas de pesquisas relacionadas a eficiência energética, segurança e rotulagem veicular, desempenho estrutural associado a tecnologias assistivas à direção e programas prioritários direcionarão os esforços das fabricantes e importadoras do setor, as quais terão obrigação de embarcar à frota brasileira tecnologias de vanguarda, muitas aplicadas atualmente somente nos mercados americano e europeu.

De acordo com a Medida Provisória que também instituiu o Rota 2030, poderão se habilitar ao Programa empresas que:

  • Produzam veículos no País, ou autopeças, ou sistemas estratégicos para a produção dos veículos;
  • Comercializem veículos leves e pesados;
  • Tenham projeto de desenvolvimento e produção tecnológica, no País, de novos produtos ou novos modelos de produtos já existentes ou de novas soluções estratégicas para a mobilidade e logística;
  • Tenham projeto de desenvolvimento e produção tecnológica para a instalação de novas plantas ou de projetos industriais;
  • Tenham projeto de investimento com a finalidade de instalação, no País, de fábrica de veículos leves com capacidade produtiva anual de até 35.000 e com investimento específico de, no mínimo, R$ 17.000,00 por veículo;
  • Tenham projeto de investimento relativo à instalação de fábrica de veículos leves, com capacidade produtiva anual de até 35.000 e com investimento específico de, no mínimo, R$ 23.300,00 por veículo;
  • Tenham projeto de investimento relativo à instalação, no País, de linha de produção de veículos com tecnologias de propulsão alternativas à combustão.

Compromissos estabelecidos para habilitação:

  • Rotulagem veicular;
  • Eficiência energética veicular;
  • Desempenho estrutural associado a tecnologias assistivas à direção;
  • Dispêndios com pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Benefícios fiscais às empresas habilitadas:

  • Redução de alíquota de IPI em até dois pontos percentuais para os veículos que atenderem a requisitos específicos de eficiência energética;
  • Redução de alíquota de IPI em até um ponto percentual de IPI para os veículos que atenderem a requisitos específicos de desempenho estrutural associado a tecnologias assistivas à direção.

A redução de alíquota para os veículos que atenderem os requisitos de desempenho estrutural associado a tecnologias assistivas à direção, somente poderá ser concedida cujo veículo já tenha obtido a redução de alíquota de IPI pelo cumprimento do requisito de eficiência energética em pelo menos um ponto percentual. O somatório das reduções de alíquota fica limitado a dois pontos percentuais.

  • A empresa habilitada poderá deduzir do IRPJ e da CSLL devidos, o valor correspondente à aplicação da alíquota e adicional do IRPJ (25%) e da alíquota da CSLL (9%) sobre até 30% dos dispêndios realizados no País
  • Na hipótese de dispêndios com pesquisa e desenvolvimento tecnológico considerados estratégicos, a empresa poderá se beneficiar de dedução adicional do IRPJ e da CSLL correspondente à aplicação da alíquota e adicional do IRPJ (25%) e da alíquota da CSLL (9%) sobre até 15% incidente sobre esses dispêndios, limitados a 45% dos dispêndios.

 O Governo regulamentará esta Medida Provisória no prazo de até trinta dias (5 de julho de 2018), contados da data de sua publicação. Vale lembrar que os benefícios fiscais estabelecidos pelo Programa 2030 não excluem os incentivos fiscais da Lei do Bem e da Lei nº 9.826/99.

Apesar da euforia com a publicação do Rota 2030, especialmente pelas autopeças que tornaram-se potenciais beneficiárias, a expectativa das montadoras era que o novo Programa não reduzisse tão significativamente os incentivos fiscais, comparativamente ao Inovar-Auto, e não impusesse metas tão onerosas. Contudo, em meio a um cenário improvável, que combina ano eleitoral, crise política e instabilidade econômica mundial, a coalizão entre Receita Federal, MCTIC, MDIC e as associações de montadoras, importadoras e autopeças promete aumento de competitividade à indústria nacional automotiva e mais tecnologia à frota dos veículos produzidos e comercializados no Brasil.

*Francisco Tripodi é sócio-diretor da Pieracciani Desenvolvimento de Empresas e Marcelo Cunha é gerente de projetos da área de Funding para Inovação

A indústria 4.0 e as grandes transformações na cadeia de valor

A velocidade das mudanças é intensa. Cada vez mais o cliente paga pelo que você é, o que você representa, [...]

Mais fomento para inovação: US$1,5 bilhão do BID para FINEP executar

Governo Federal e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assinaram ontem (01/08), a primeira operação de US$ 703,6 milhões para [...]

“Overcrowded - Designing Meaningful Products in a World Awash with Ideas”

Por Ronald Dauscha Em seu reflexivo livro “Design-Driven Innovation – Mudando as Regras da Competição”, Roberto Verganti nos confronta com [...]

49 das empresas mais inovadoras do Brasil são clientes da Pieracciani

Uma relação construída ao longo do tempo com confiança, competência e geração de valor. A Pieracciani parabeniza e agradece pela [...]

BNDES Lança Programa para o Desenvolvimento de Startups

Alinhando-se a outras instituições privadas e públicas o BNDES acaba de lançar, no início de julho, o seu próprio Programa [...]

MDIC publica Portaria que dispõe sobre os procedimentos de fiscalização do INOVAR-AUTO e estende prazo de entrega da auditoria do Programa

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) publicou na última terça-feira (03 de julho) a Portaria nº 1.123-SEI, [...]

A Bahia, pronta para Inovar.

Por Paulo Pietrobon* Você já conheceu alguém que percebeu que estava errado, mas por razões culturais, para não sair da [...]

É sancionada lei que prevê incentivos a empresas de tecnologia que investem em startups com base em projetos P&D

Pela primeira vez se tem uma lei sancionada que prevê incentivos a empresas de tecnologias da informação e serviços, de [...]

Os países mais inovadores do mundo, segundo o ranking Bloomberg 2018

A Coréia do Sul e a Suécia se mantêm como os países mais inovadores do mundo, de acordo com o [...]

Processo de Desenvolvimento de Produtos em Empresas de Alta Tecnologia em Ambientes de Inovação

Por Carlos Augusto França Vargas O acirramento na competição propiciou o surgimento de novos setores empresariais intensivos em tecnologia, como, por [...]

Senado aprova nova MP que incentiva empresas de tecnologia e informática a investirem em inovação por meio de projetos P&D

Foi aprovada pelo plenário em 16 de maio deste ano a Medida Provisória (MP) nº 810/2017, que altera as leis [...]

contato

fale conosco

Entre em contato com a gente pelo formulário abaixo:
Assunto:
Comentário:

Trabalhe conosco

Envie seu currículo para Pieracciani:
Área:
Comentário:
55 11 5506 2953

Rua Geraldo Flausino Gomes, 78cj. 151
Brooklin NovoSão PauloSP04575-060

Cadastre-se

Receba novidades e notícias da Pieracciani