Alguns recursos desse site utilizam cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar a navegar nesse site, você concorda em utilizá-los?

Área de Conhecimento

Resultados de estudos, pesquisas e nossa produção intelectual ao seu alcance.

Aqui você encontra parte de nossos conteúdos.
Veja todo conteúdo

As 5 tecnologias que vão mudar o mundo nos próximos 5 anos

A IBM anuncia nesta semana o seu conjunto de previsões “Next 5 in 5”, que elenca quais inovações científicas a empresa acredita […]

As 5 tecnologias que vão mudar o mundo nos próximos 5 anos

A IBM anuncia nesta semana o seu conjunto de previsões “Next 5 in 5”, que elenca quais inovações científicas a empresa acredita que terão impacto significativo no mercado nos próximos cinco anos.

Poluição marítima

Para lidar com a poluição dos oceanos, a companhia prevê o uso de microrrobôs com inteligência artificial que poderão, por exemplo, detectar a saúde dos plânctons. “Estaremos em um nível em que conseguiremos gerar esses robôs com baixo custo”, afirmou Ulisses Mello, diretor do laboratório de pesquisas da IBM Brasil.

Inteligência artificial

Tendência em diversos segmentos, a inteligência artificial já é uma realidade atualmente, inclusive na própria IBM, que têm o Watson, com diversas APIs em aplicativos de terceiros. 

Por exemplo, o escritório Urbano Vitalino, do Recife (PE), usa a plataforma do Watson em sua assistente virtual, chamada Carol, para automatizar o preenchimento de dados de processos judiciais no sistema interno da firma. No entanto, a empresa diz que essa tecnologia precisa ser imparcial.

“A inteligência artificial precisa ser justa para ser usada na tomada de decisões nas empresas. É preciso avaliar com qual amostragem de dados ela foi criada”, disse Mello.

Em 2016, a Microsoft, rival da IBM, colocou uma inteligência artificial no Twitter e, alimentada pela base de usuários do microblogue, ela se tornou racista, xenófoba e machista em apenas 24 horas. Logo após o acontecimento, que disparou um alerta interno na empresa, o projeto foi tirado do ar.

Âncora criptografada

O blockchain é uma tecnologia estudada por diversos segmentos para evitar fraudes. Segundo a IBM, ele será usado contra falsificadores como uma forma de assegurar a autenticidade de um determinado produto.

De acordo com Mello, um exemplo seria o monitoramento do trajeto de uma fruta, do seu ponto de origem até o seu destino. “Como a cadeia do blockchain é imutável, seriam necessários muitos pontos de vulnerabilidade para alterar a transparência dele, por isso, as fraudes vão reduzir muito com isso”, afirmou o diretor.

Para que algo assim aconteça, é claro, as frutas ou qualquer outro objeto precisariam contar com sensores que enviam dados para a cadeia criptografada do blockchain.

Lattices

Hoje, a criptografia usada em diversos serviços online é baseada na troca de chaves públicas e privadas, com cada vez mais bits para aumentar a complexidade e o nível de segurança da codificação. Para a IBM, uma tendência é usar truques de álgebra linear para esconder essas chaves. Eles são chamados “lattices”.

“Isso também permite que você faça determinadas coisas, como, em vez de descriptografar a informação, você pode sempre mantê-la criptografada. Você só vai precisar do resultado do enigma matemático, não mais das chaves A e B”, de acordo com Mello.

Um exemplo de uso seria em bancos. No momento de acessar o saldo da sua conta, você poderá ver a informação enquanto mantém as chaves seguras.

Computação quântica

Ainda hoje nas mãos dos pesquisadores, a computação quântica já terá impacto no mercado dentro de cinco anos, prevê a IBM.

Essas máquinas, que usam qubits em vez de bits, o que lhes permitem a representação de 0 e 1 simultaneamente em vez de um por vez, poderão ajudar na criação de novos materiais químicos. Essa nova fase da computação vai ajudar a simplificar a representação da natureza no ambiente digital.

Cada qubit pode ser usado para representar um átomo, e o processador quântico mais recente consegue processar 50 qubits, o que já lhe permite uma representação complexa de uma molécula. Com 100 qubits, problemas químicos podem ser resolvidos. A aplicação dessa tecnologia também vai ajudar bancos a fazer uma das atividades computacionais mais importantes para o segmento financeiro: a análise de risco.

Vale notar que muitas dessas tecnologias que podem impactar o mundo nos próximos cinco anos ainda devem levar algum tempo para chegarem a produtos voltados aos consumidores, apesar de que seus efeitos poderão ser sentidos por nós, de uma forma ou outra, nesse período.

Fonte: Exame

Senado aprova nova MP que incentiva empresas de tecnologia e informática a investirem em inovação por meio de projetos P&D

Foi aprovada pelo plenário em 16 de maio deste ano a Medida Provisória (MP) nº 810/2017, que altera as leis [...]

PROIN.UEG abre vagas para processo de incubação

Na dia 2 de maio, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) convidou por meio do seu programa de incubadoras – [...]

De empresa tradicional para plataforma digital: os pontos críticos da transformação

Seguindo a tendência do aumento da economia digital, ou seja, crescimento da economia movida pela demanda em rede e as [...]

Agência reduz juros em linhas de crédito para empresas

A FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) vai reduzir as taxas de juros de seus empréstimos em cinco linhas de [...]

Tecnologia e mobilidade impactarão varejo nos próximos anos

Até 2025, a distinção entre loja física e on-line deverão desaparecer, como aponta uma pesquisa da Cognizant, sobre o futuro [...]

FAPESP abre novo ciclo PIPE (Fases 1, 2) e disponibiliza edital para a Fase 3

A FAPESP realizou, no dia 28 de março, reunião de abertura do novo ciclo de análise de propostas de projetos [...]

As cidades mais inovadoras do Brasil

O Rio de Janeiro subiu duas posições e aparece em primeiro lugar no pilar Inovação do Índice de Cidades Empreendedoras 2017 [...]

Saiba quais são as inovações que estão norteando o varejo eletrônico

O ano de 2017 pode não ter sido dos melhores para a economia nacional. Porém, para o e-commerce o cenário não foi [...]

Rota 2030 agora depende de Temer, diz ministro do Desenvolvimento

O Brasil entrou no terceiro mês sem regime automotivo – e não existe previsão de quando terá o novo, chamado de Rota [...]

Inovação é a arma do varejo para conquistar consumidores

O comércio é uma das atividades mais antigas da história da humanidade: as pessoas saíam de casa rumo aos grandes [...]

São Paulo planeja criar "novo Vale do Silício" em região do CEAGESP

A prefeitura de São Paulo irá criar um distrito de tecnologia e inovação onde hoje está instalado a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais [...]

contato

fale conosco

Entre em contato com a gente pelo formulário abaixo:
Assunto:
Comentário:

Trabalhe conosco

Envie seu currículo para Pieracciani:
Área:
Comentário:
55 11 5506 2953

Rua Geraldo Flausino Gomes, 78cj. 151
Brooklin NovoSão PauloSP04575-060

Cadastre-se

Receba novidades e notícias da Pieracciani